segunda-feira, 18 de março de 2013

Momento Zen...???

                                   zen1-60500[1].jpg (300×300)


Bom, só vos conto, se prometerem que não riem…!
Por aqui vamos muito mal de momentos Zen… tão necessários, como difíceis de conseguir !!!
Será talvez dos objetivos menos conseguidos nas minhas metas para este ano (ainda não vos falei delas)… por mais que me esforce, não consigo tirar o tal tempo de qualidade para mim, que sei, beneficiaria também todos os que me rodeiam...Encontrar espaço para relaxar, só eu…comigo… tem sido impossível! No entanto, nas atuais circunstâncias, que tenho aos poucos referido em alguns posts, talvez nem seja de admirar que não o consiga, e decidi que não vou agravar a situação culpando-me por isso! Perdoar, perdoar, perdoar… lembram-se?!
Assim, resolvi aproveitar o que tenho como tenho…! Aproveitar e agradecer tudo no nosso dia, outro dos meus lemas…!  E o que tenho, assim mais parecido com momentos a sós comigo, são…não, não se ponham já a rir… os 55 minutos em que espero que a P. faça a sua aula de G. rítmica, duas vezes por semana…isto se esquecer que estou numa sala rodeada por muitas mães e avós que esperam as suas crianças como eu, e muitos jovens que chegam a todo o momento para novas aulas, ou por ali passam depois de as terminar. Foi no entanto, no meio desse imenso sururu, que descobri que me conseguia alhear de tudo, e partir para parte incerta dentro de mim durante aquele tempo de espera…Começou pela falta de apetite em aproveitar aquele tempo em algo de supostamente útil…elaborar listinhas de afazeres, organizar a agenda do dia seguinte, pôr a leitura ou a conversa em dia…!!! Depois estendeu-se a um vago sentimento de liberdade naqueles minutos sem nada fazer …de olhar perdido no nada…! E finalmente, passei verdadeiramente a apreciar aquele tempo, roubado à voragem do dia…Chamo-lhe agora, o meu momento Zen…porque efetivamente me relaxa e definitivamente me permite, ainda que por breves minutos, um reencontro comigo…! E perdoem-me as mães e avós com que por vezes falo nessas alturas, se prefiro o silêncio à conversa…não é nada pessoal…! É que, como por milagre, encontrei uma brecha no espaço-tempo e estou a aproveitá-la!
Pronto agora podem rir!
Bem hajam!

12 comentários:

  1. Acho que não tem nada para rir, mas sim para sorrir! Fico feliz por esse teu achado! faz bom proveito!
    Bjocas

    ResponderExcluir
  2. Conseguiste algo especial.
    tens de o aprofundar e tentar esse reencontro contigo em maior silêncio.
    Tenta à noite, no teu quarto...

    beijinho

    ResponderExcluir
  3. Não me ri,e fico feliz por teres encontrado um momento só para ti.
    Boa semana
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Não há nada para rir e sim para pensarmos que são tão necessários esses momentos.
    E há dias em que precisamos urgentemente desses momentos devido a tudo...
    Beijinhos com muito carinho meus e da Lu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se precisamos Lita...se precisamos!

      Bjs

      Maria

      Excluir
  5. Gosto dessa postura, leve e feliz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sabes S. as minhas circunstâncias atuais não me permitem andar tão leve como desejaria...mas sim procuro ser feliz todos os dias!
      Bjs

      Maria

      Excluir
  6. Querida Maria, adorei! :)
    Realmente cada um encontra o seu momento Zen, onde melhor lhe convém. O maridão por exemplo encontra o seu, a ver os episódios dos CSIs.
    Fantástico como tu encontraste o teu, no meio de tanta gente.
    Beijinhos grandes. :)

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...