terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Coisas da vida!!!! ( Maratona reprise!)


(Atenção estamos em festa e com Sorteio em curso....tudo aqui!!!!)




Os mistérios da amizade!


Ontem tocou o telefone...tocou literalmente o telefone...não o telemóvel, mas o telefone de rede fixa, que tenho acoplado ao pacote da ZON, que praticamente não uso e raramente toca...Quando toca, sei invariavelmente que apenas pode ser uma das três pessoas que o usam para me  telefonar, e assim, enquanto me desloco para atender, vou já antecipando quem é, e o teor da conversa!
Ontem foi quem menos esperava...surpresa boa...surpresa fantástica!
A R. é a amiga que guardo no meu coração há mais tempo...contra todos os obstáculos e circunstâncias a nossa amizade perdura desde os tempos do liceu...não se perdeu pelo caminho como aconteceu com algumas outras, nas curvas da vida. A R. partiu há muito tempo, com a família para o estrangeiro, ainda as nossas vidas procuravam definição e caminhos...Após interregnos, regressos e retornos, a vida da R. estava destinada a desenrolar-se longe (embora eu guarde sempre a esperança de um dia a ver voltar), e a convivência ficou restrita a alguns telefonemas e a aproveitar muito, muito bem todas oportunidades de estar juntas, quando as temos! Tornámo-nos no percurso dos nossos caminhos, mulheres muito diferentes das que a nossa adolescência sugeria (estás de acordo R?). Somos também hoje em dia mulheres muito diferentes uma da outra! Mas inexplicavelmente a amizade ficou ...uma grande amizade que não se alimenta de contato continuo, longas conversas diárias ou reuniões semanais ou quinzenais de amigos...uma amizade que se baseia num enorme respeito pela pessoa em que a outra se tornou, não guarda mágoas de silêncios, ausências ou percalços...!
Com a R. a conversa flui incessante sempre que falamos...e mesmo que tenha passado muito tempo desde a última vez, parece sempre que falámos ainda ontem! E enquanto rimos ao telefone, não consigo deixar de pensar nela com o rabo de cavalo a dar a dar (que cortou há tanto tempo), e de me sentir ainda confortavelmente deitada nos colchões do ginásio da escola onde ficávamos a conversar depois dos treinos!
Tudo de bom para ti R. ...  sempre!

Também têm amigas assim?



O poder de agradecer!




Hoje não sei porquê, enquanto conduzia para o trabalho (é um tempo que aproveito para preparar o dia), lembrei-me de algo que se passou comigo há já muito tempo, mas que me marcou e como se vê, continua a influenciar o meu quotidiano…!
Numa fase da minha vida, em que em simultâneo com a minha carreira, e no seu âmbito, dei comigo a coordenar vários cursos dirigidos a desempregados de longa duração (e não tentem adivinhar a minha profissão por aí…não vai ser fácil…), enfrentei, num deles vários problemas. A seleção dos formandos, que partia de uma entrevista com um psicólogo, revelou-se um insucesso e o grupo além de reunir pessoas sem perfil para o referido curso, tinha ainda elementos que se debatiam com problemas graves como alcoolismo e a toxicodependência.
Para o curso funcionar, e tinha de funcionar porque dele estava dependente a vida dos formandos interessados e com possibilidades de singrar, vi-me obrigada a tomar decisões complicadas e sempre dolorosas quer para mim quer para os outros elementos envolvidos.
Um mês depois do início do curso, tinha conseguido que ele se processasse com normalidade e o necessário aproveitamento…mas durante esse mês, quantas conversa, quantas movimentações para reencaminhar algumas pessoas para os serviços de que realmente necessitavam…quanta incompreensão, por parte de alguns…quantas dúvidas da minha parte…quanto sofrimento de nós todos…meu porque me cabia levar o curso a bom termo fosse como fosse…deles porque ainda em estado de negação face aos seus problemas se achavam injustiçados por ter de seguir outro caminho…antes de poder seguir qualquer curso!
Confesso que acabei esse ano muito, muito cansada… com um sentimento de dever cumprido, mas uma certa mágoa de ter provocado, mesmo sem querer aos outros algum pesar…Muitos cursos passaram depois desse, e fui esquecendo…aquele que me tinha custado tanto…!
Seis anos mais tarde, já no desempenho de outras funções sou surpreendida um dia por um telefonema da portaria!
«Está aqui uma senhora que lhe quer dar um palavrinha diz que não demora…e que a conhece!» Foi-me referido o nome, que sinceramente na altura não me disse ou lembrou nada…mas não sou de não receber quem vem por mim e mandei entrar…! Reconheci-a logo à porta…! Já quase não lembrava o nome, mas lembrava as longas conversas que tinha tido com ela para lhe explicar que tinha de deixar aquele curso mas que iriamos reencaminhá-la para um centro de apoio à reabilitação…lembrava os seus olhos turvos…a sua revolta…a minha impotência em a fazer compreender!
Olhei para ela e pareceu-me quase outra…cruzámos olhares e vi os dela límpidos fixados em mim! Mesmo assim pensei temerosa a auspiciar o pior «O que quererá?». Mas o rosto dela abriu-se de repente num sorriso…acho que nunca a tinha visto sorrir «Lembra-se de mim?»
« Não vou tomar-lhe muito tempo… mas tinha de vir um dia…para lhe agradecer…naquela altura não percebi…mas depois sim…e quero agradecer-lhe pelo que fez …pelo que me disse…se não fosse assim não tinha encontrado o meu caminho…obrigada!»
A esta altura já eu engolia as lágrimas e só soube dizer-lhe num longo abraço o quanto feliz estava por a ver bem e o quanto agradecia que tivesse vindo…o quanto isso significava para mim!
Nunca mais vi a M….e desejo-lhe toda a felicidade do mundo…e até hoje lhe agradeço por aquele dia que me marcou para a vida…Sempre que tenho alguma decisão difícil, que envolva outras pessoas, e me surgem dúvidas ocorre-me este episódio que me dá imensa confiança e me faz avançar…!
Sim sei o que estão a pensar… a M. é um rosto que fez a diferença e a sua história podia figurar no Desafio Rostos da Diferença que vos tenho vindo a lançar, com sucesso felizmente! Mas o repto lançado é para vocês e portanto contei esta minha experiência numa outra perspetiva…demonstrar o poder de agradecer…Eu não me quero esquecer nunca de agradecer!



E perdoar?


Sim eu sei que não é fácil...que não é só dizer...que não é só querer...que perdoar não é esquecer...mas sei também como a mágoa, guardada por muito tempo, aprisiona o coração, enfraquece a alma, nos tolhe os passos...vai crescendo pouco a pouco ao ponto de nos deixar incapazes de viver em pleno o que de maravilhoso vier ao nosso encontro...! Por isso a minha proposta hoje é que perdoemos...primeiro a nós próprios o que houver para perdoar e há sempre muito...verdade??? Temos tendência a culpar-nos de muitas coisas na vida...as vezes que dissemos não e podíamos ter dito sim...as vezes que dissemos sim e se calhar era não...as vezes que tivemos medo e não empurrámos a porta entreaberta para entrar...as vezes que pelo contrário agimos por impulso e sem pensar...os dias perdidos sem tentar...as vezes que, sem saber como, demos connosco a magoar...!!! Mas vamos lembrar que somos apenas humanos colocados perante a grande aventura da vida à procura de acertar??? Vamos lembrar que hesitações, incertezas, atos falhados e erros são afinal formas de aprendizagem??? Que se erramos o caminho podemos voltar e escolher outro e mais outro e outro ainda... até encontrar????  Se o fizermos.. acredito que estamos prontos para nos perdoar e em seguida e de alma limpa partir para o perdão do outro...mais fácil se não esquecermos que a culpa nunca está de um lado só! E sim continuo a dizer...sei que não é fácil...mas vamos tentar...????
«Perdoar é um  atributo dos fortes» dizia Gandhi...e eu hoje quero lembrar-me das palavras desse homem sábio e ser forte também!!!


E ao longo do ano que passei convosco por aqui na blogosfera, muitas coisas passaram também pela minha vida...suscitaram constatações, reflexões e aprendizagem...em todas elas tive a vossa companhia...Bem hajam por isso! Bom dia!


Novo blogue!!!! Para visitar  Alerta Planeta Azul aceda por por aqui...e se puder fique por lá também...lá, precisamos de ser muitos!!!!
Primeiro post da P. no novo blogue...passem para dar uma forcinha!!!




53 comentários:

  1. É bom sabermos que temos "alguém" desse lado!

    www.trapinhartes.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Digo o mesmo amiga:)))!
      Obrigada pela companhia!
      Bjs
      Maria

      Excluir
  2. Amizade, recomeços mal fundamentados, perdão tão vital.

    Tu és uma mulher tão completa que me deixa a pensar por muito tempo.

    Vou ler o 1ºpost do Planeta: ele merece.

    beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Simplesmente escrevo o que todos sentem mas nem todos escrevem:))) E de escrever percebes tu...não eu:))) Beijinhos amiga querida!
      Maria

      Excluir
    2. Simplesmente escrevo o que todos sentem mas nem todos escrevem:)) E de escrever percebes tu...não eu :))!
      Beijinhos querida amiga ...obrigada pelo carinho e amizade!
      Maria

      Excluir
  3. O teu primeiro texto fez-me lembrar uma amiga muito querida que vive hoje no outro lado do Atlântico, a vida separou-nos, mas nunca deixamos que a distância fosse um entrave à nossa amizade, falamos poucas vezes, é certo, mas ela será sempre aquela que procuro nas horas más...

    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não acontece com toda a gente apenas com as verdadeiras amigas!
      Beijinhos
      Maria

      Excluir
  4. Respostas
    1. E leva o meu Chica...com muito carinho!!!
      Beijinhos amiga...fizeste todo este ano comigo...isso diz muito da tua paciência...obrigada!
      Maria

      Excluir
  5. Maria...o encadeamento dos seus textos deixam-me sempre fascinada!
    Já fui um pouco assim...em que a escrita e a oralidade faziam parte do meu ofício de coordenadora e professora!
    Hoje...a escrita fica em segundo lugar...e privilegio o olhar...o diálogo...o silêncio enquanto bordo ou me dedico à terra...numa nova missão...mais simples...mais humana...de regresso às raízes!
    Parabéns pelo seu jeito...de bem escrever!!! Bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida amiga, obrigada pelas sua elogiosas palavras que na verdade acho nem merecer...a escrita surge-me como seguimento do pensamento e portanto sem grande mérito...usei-a sempre profissionalmente em textos com um caráter muito diferente do que aqui escrevo...mas escrever desta maneira é novo para mim e tem-me dado muito prazer para além de me ter surpreendido muito a aceitação que tenho tido com eles...Fico a pensar que provavelmente não chegarei ao fabuloso momento que a minha amiga vive agora e que me "soou" tão bem:)) Fui mãe tarde, as minhas experiências de agora e do futuro ainda a longo prazo prendem-se sobretudo com isso:)))!
      beijinhos amiga e obrigada pela companhia tão assídua!
      Maria

      Excluir
  6. Darmo-nos, agradecer o que nos dão e ter sempre uma atitude positiva são daquelas coisas que devíamos sempre ter a mão :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Totalmente de acordo Maria!
      Beijinhos
      Maria

      Excluir
  7. oi Ma

    eu tenho amigas que não vejo há anos, mas qdo a gente se fala ou se encontra parece que foi ontem que nós vimos.
    O carinho é o mesmo. E sabe essas são as verdadeiras amizades, nem o tempo nem a distância conseguem acabar com o que é verdadeiro.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bell! Tão certas as suas palavras amiga :)))!
      Beijinhos
      Maria

      Excluir
  8. Oi Maria,amigas tenho poucas,mas as que tenho são sinceras e estão prontas nos momentos em que eu precisar.
    Eu acho que a verdadeira amizade está aí,podem ser poucas,mas com grandes atitudes.
    bjs
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo Carmen...não interessa ter muitas...interessa que sejam verdadeiras!
      Beijinhos e bom dia amiga!
      Maria

      Excluir
  9. As verdadeiras amizades são sempre as que ficam, nem que se esteja tempos e tempos sem se falar...

    Dessas amigas tenho apenas uma... que sei que posso sempre contar para o que for e quando for... e ambas não abdicamos desta amizade ( e já lá vão mais de 20 anos...)

    Beijos Maria

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não interessa que sejam muitas...interessa que sejam veradeiras:)))!
      Bjs
      Maria

      Excluir
  10. Tão bom essas amizades. Eu tenho algumas amigas perto localmente mas muitas vezes bem distantes, e mal as vejo, quando bate a saudade bem forte uma das duas telefona e sabe pela vida hein?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sabe muito bem poder contar com esses amigos tão especiais não é???
      Beijinhos amiga!
      Maria

      Excluir
  11. Olá Maria,
    Como é bom estar com os amigos mesmo que seja somente através da fala,relembrar momentos passados,colocar a par dos novos acontecimentos...
    Concordo, perdoar é um ato que alivia, traz paz e torna tudo melhor.
    Bjs,fica com Deus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Maria amigos verdadeiros são uma bênção mesmo a muitos quilómetros de distância!
      E perdoar traz-nos uma serenidade enorme!:)
      Beijinhos amiga
      Maria

      Excluir
  12. Maria
    não há distância que apague uma boa amizade, mesmo quando dizem que amor é convivência. É só manter acesa a chama. E os telefonemas podem traduzir isso acontecendo.
    Sobre o agradecimento, este é o mais sublime de se ouvir, ou de se entender através de olhares ou sorrisos. Feliz , que teu trabalho interno tenha produzido algo semelhante no coração daquela pessoa que a procurou para agradecer.
    E sobre o perdão, este ainda estou em falta com alguns. Não me fazem falta, não me incomodam muito. Sigo em frente. como você diz: perdoei a mim. O outro fará sua parte também. Admiro quem perdoe com facilidade.
    Maria, não sei se estou participando do seu sorteio, pois não consegui encontrar meu nome nos comentários anteriores.
    Quero participar, viu?
    bjo Zizi

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Está a participar sim querida Zizi e com muitas entradas no sorteio pelas minhas contas...contam os comentários aqui e no outro blogue e além disso contei também todos os comentários que foram feitos nos quinze dias antes de anunciar o sorteio:))) No post blogue em festa os comentários são tantos que não aparecem todos só quando pressionamos a palavra carregando...mas para além desse todos os comentários estão a aparecer no dois blogues...os seus também!
      Beijinhos e boa sorte amiga, quem me dera ter um miminho para cada um que me acompanha aqui...:)))
      Maria

      Excluir
  13. Olá Maria! Parabéns por ser esta pessoa que tanto tenho gostado de ler e conhecer! Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assim fico "sem jeito" querida amiga...Obrigada do fundo do coração!
      Beijinhos
      Maria

      Excluir
  14. Felizmente (poucas) mas tenho amigas assim, que, a amizade não se alimenta pelo contacto diário, mas, quando é preciso (para o bem e para o mal)estamos lá.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não são precisas muitas...só é preciso que sejam verdadeiras não é amiga?:)
      Bjs
      Maria

      Excluir
  15. Os mistérios da amizade! Que nos fazem regressar, no pensamento, ao passado, nos dão alegria no presente, e nos conduzem ao futuro de mãos dadas. Que os sonhos se tornem em realidade. Imaginar é fácil, concretizar nem sempre é possível, porque nem toda a gente pensa da mesma maneira e, ainda bem que assim é. Em liberdade temos e podemos escolher, o que pensamos ser o melhor, para evitar conflitos desnecessários. Todavia, noto que as pessoas estão cada vez mais divididas, o que é muito preocupante para as futuras gerações!

    O poder de agradecer! De um bem recebido por alguém, de alguém. Acho que é dos gestos mais bonitos, que o premiado por esse bem recebido de alguém o agradeça, humildemente, o acto generoso praticado, desde que não tenha sido praticado com qualquer intenção maliciosa!

    E perdoar? Do Quê, Porquê e Quem? Desculpar alguém de um mal praticado sem querer, penso que é fácil para toda a gente. Mas perdoar alguém de um mal praticado, dolosamente, não é nada fácil esquecer esse mal praticado. Um amigo meu me dizia, se alguém lhe der uma bofetada, você não responde com outra bofetada. E sabe por que o não deve fazer, porque você não é como a pessoa de lhe deu a bofetada. Assim sendo a pessoa que lhe deu a bofetada fica a pensar, afinal eu sou mau porque dei uma bofetada numa pessoa que a não e ela não reagiu! Tendo eu respondido ao meu amigo, se puder não lhe dou só uma, dou-lhe duas para que aprenda a respeitar. Todavia, esqueci-me que a violência gera mais violência!
    Desejo uma boa tarde para você amiga Maria,
    um beijo
    Eduardo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo interessante comentário Eduardo...gostei de conhecer um pouco mais de si!
      Beijinhos
      Maria

      Excluir
  16. Há amizades fantásticas, não há?!

    ResponderExcluir
  17. Olá Maria, adorei ler os seus textos. Eu tenho amigas assim, são poucas mas boas, como eu costumo dizer e o texto sobre perdoar, está excelente. Já fui visitar o seu novo blogue e fiquei de seguidora, gostei da motivação e do dinamismo do blogue, parabéns.
    Beijinhos de Luz!
    Ana Maria

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Ana Maria, pelas gentis palavras, obrigada por se ter feito seguidora do novo blogue por lá precisamos de todos!!!
      Beijinhos
      Maria

      Excluir
  18. Respostas
    1. Olá Sónia...agradecer é uma das coisas importantes que por vezes esquecemos...:))!
      Beijinhos
      Maria

      Excluir
  19. Já tive amigas assim , mas se foi então acho que não eram amigas,o novo blog está lindo já visitei.
    bjs
    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se o espaço e o tempo alteram a amizade é porque na verdade não era amizade verdadeira...!
      Beijinhos
      Maria

      Excluir
  20. Boa noite, Maria
    Uma maratona, mesmo! Mas muito boa.
    Enquanto lia a história das "amigas para sempre", falando da R, estava a "ver" uma história minha e de um amigo, com quem se passa exactamente o mesmo. É engraçado como as histórias se repetem, a maior parte das vezes entre pessoas que nunca se conheceram!
    Ontem publiquei novo post. Quer vê-lo?

    Um beijo
    Miguel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim a maioria de nós partilha experiências semelhantes e é muito interessante constatar isso...!!! Já lá fui ler o seu post e gostei muito!
      Bjs
      Maria

      Excluir
  21. Na caminhada da vida ganhamos ,perdemos ,transformamos e somos transformados ,mas com o passar do tempo fundamentalmente crescemos e aprendemos palavras como amizade ,perdoar ,agradecer que enaltecem o ser humano ,beijinhos Maria

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Totalmente de acordo Emanuel...acho que como sempre:)))!
      beijinhos amigo
      Maria

      Excluir
  22. Felizmente tenho a melhor amiga do mundo, a minha irmã gémea!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Começaste em vantagem:)))))!!!
      Beijinhos
      Maria

      Excluir
  23. Três posts que não me lembro de ter lido, por isso devem ser antigos. Gostei de todos. :)
    É sempre tão bom ter amizades assim. :)
    Sem dúvida, que essa M foi um rosto da diferença. :)
    E tens tanta razão, no que ao perdoar diz respeito. Antes de tudo temos de aprender a nos perdoar a nós próprios, a aceitar que não somos perfeitos e que também erramos.
    beijinho Maria

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim são mesmo antigos e quem melhor para o notar do do que tu que tens sido tão boa companhia há tanto tempo...Obrigada!
      Beijinhos
      Maria

      Excluir
  24. Olá Maria bom estar aqui. tem amigos mais chegados que irmãos,eu posso dizer que tenho amigos,amigos mesmo,amei o texto agradecer ..
    Visitei o novo blog ..
    Deixo meu carinho.
    http://reginaladydapaz.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em alguns casos há amigos mais próximos de nós do que os irmãos, se bem que não é o meu caso porque sou muito próxima dos meus:))!
      Obrigada por visitado o novo blogue, lá precisamos da ajuda de todos!
      Maria
      Beijinhos
      Maria

      Excluir
  25. Amizade verdadeira, algo tão bom e que tantas pessoas desvalorizam.

    homem sem blogue
    homemsemblogue.blogspot.pt

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por vezes esquecemo-nos de olhar bem à volta e perceber quem do "grande grupo" é afinal um verdadeiro amigo! :)
      Bjs
      maria

      Excluir
  26. COMO EU GOSTO DE LER SEUS TEXTOS!! MUITAS VEZES ME VEJO NELES... VC EXPRESSA MUITA COISA QUE AS VEZES QUERO DIZER E NÃO CONSIGO. ME IDENTIFIQUEI MUITO NESSE TEXTO DA AMIZADE... TENHO UMA AMIGA QUERIDA TAMBÉM ASSIM, NÃO MORAMOS NA MESMA CIDADE, MAS CONVERSAMOS QUASE TODOS OS DIAS NO CELULAR... NOSSA AMIZADE JÁ FOI INVEJADA POR OUTROS MAS NUNCA FOI DESTRUÍDA PQ É ABENÇOADA POR DEUS. DOU MUITO VALOR A AMIZADES ASSIM. LINDO O TEXTO SOBRE O PERDÃO!!!
    BJO
    roarteestilo.blogspot.com

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...