quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Memórias da diferença! (Desafio Rostos da Diferença)


E hoje faz-nos companhia no Desafio Rostos da Diferença, o querido amigo JP, do blogue Ao Sabor da Pena. As memórias da nossa infância são tesouros bem guardados no coração... preciosos, quantas vezes não nos ajudam a encarar o presente de uma forma mais positiva e suavizam as suas agruras...! Alguém que com todo o carinho nos ajuda a construir as nossas lembranças de criança pode ser um rosto da diferença??? O JP sabe-o e sabe contá-lo como ninguém!!!

Projetar um jardim, imaginar-lhe um traçado, que os canteiros formem um desenho harmonioso e não tornem difíceis as regas nem os plantios, optar pelo nascente ou poente ao situar a sebe, ou ao destinar o local onde se ergueria uma estufa, foi uma tarefa de que L. se encarregou com entusiasmo e competência que poucos acreditavam, embora dela não esperassem outra coisa.
Tinha 6 aninhos e praticamente não vivia com os meus pais. Pai emigrado, mãe a trabalhar durante todo o dia e L., uma simples vizinha até esse dia, era efetivamente a minha companhia, a pessoa que eu via de manhã e de tarde. L. tornava-se tudo para mim. Uma mãe também.  Tudo fazia para que eu não sentisse a falta dos progenitores...levava-me à escola, ia-me buscar para almoçar, que ela fazia com carinho, comer um gelado a meio da tarde e comigo ficava o resto do dia. Conhecia-me como ninguém. Sabia da minha paixão por viver numa casa com jardim, como a minha mãe, que nessa altura não podia dar-me mimos.
A minha inicial relutância em ficar "sob o seu domínio" foi rapidamente ultrapassado com a paixão naquele jardim que L. tão empenhada e carinhosamente deitou mãos. Durante dias assisti maravilhado àquela azáfama de descarregadores, trolhas, jardineiros ou simples ajudantes, verdadeiros feiticeiros aos meus olhos, manobrados pela voz firme e resoluta de L. e engolindo as frases soltas, sonoras e quentes, aprendendo como é que os seres humanos querem e não querem as coisas que querem! Não havia baloiço? Havia havia...Não havia baliza para jogar? Havia havia ...até um pequenino lago nasceu com uns patos que apareceram como um passe de mágica. Meus olhos saltavam, meu coração tornava-se pequenino perante magia, tanta alegria.Olhei para L., no fim de tudo e a lágrima que baloiçava acabou por estatelar-se no chão...
Hoje, a minha filha tem o nome de L.

JP

E aqui tivemos um rosto da diferença que perdurou no tempo e deixou marca para sempre...uma excelente...uma carinhosa...uma insubstituível marca!

Bom dia e bem hajam queridos amigos!


74 comentários:

  1. ADOREI JP!! bjinhos minha Maria, estou bem mas sem pc e sem tempo p o blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!
      Muitos para ti também Melzinha e tudo de bom:)))))!!!
      Maria

      Excluir
    2. Obrigado Mel...O PC ainda se pode arranjar, tempo é que não :)))

      Beijinhos

      Excluir
  2. Nada mais especial do que essas memórias de infância que guardamos no coração, durante toda a vida… Gostei muito. Mesmo. E de saber um pouco mais do JP também :)
    Beijinhos grandes aos dois

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Precisamente só tenho a agradecer ao JP ter partilhado não só uma memória mas também muito de si!!!!
      Beijinhos
      Maria

      Excluir
    2. É verdade Helena...memórias que guardamos no coração até ao resto da vida. Nem mais. E que se prolonga para lá desta vê lá...:))

      Beijinhos

      Excluir
  3. Sabes Maria, quando propuseste este desafio, sobre rostos que nos marcaram, nem pensei em mais ninguém. Havia outros casos para contar, outras recordações boas que podia ir lá atrás no tempo recuperar (felizmente há muitas), ou até casos de hoje...mas quis assim lembrar aquela que continua a perdurar com ul lugarzinho bem especial no meu coração...

    Não disse tudo, nem aqui interessava, mas quando uma das minhas filhas me questiona porque escolhemos o nome dla, costumo contar-lhe algumas das histórias da minha infância com L. Minha mãe nunca a esqueceu...eu também não.:))

    Beijinhos Maria

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostei muitíssimo JP...e agradeço muito por assim enriqueceres tanto este cantinho. Há pessoas que de fato ficam no nosso coração para sempre!!!
      Beijinhos amigo!
      Maria

      Excluir
  4. Passei para visitar, e gostei de tudo o que vi e li.
    Aproveito a vinda para agradecer a visita no meu Birras, e as felicitações pelo aniversário de casamento.(bodas de granito). Práticamente só damos relevo ás Bodas e Prata, e ás de Ouro, mas todos os anos têm um titulo. Alguns até engraçado e pouco a propósito, o que,quanto a mim torna mais interessante.
    Obrigada pela sua simpatia.
    Felicidades para si.
    Beijinho.
    Dilita

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem vinda Dilita, obrigada pela visita e pelo amável comentário...achei muita graça às bodas de granito que não conhecia...!
      Beijinhos e um ótimo dia!
      Maria

      Excluir
  5. Uma bonita recordação de infância e uma linda homenagem à vizinha L.
    Fez-me recordar a minha infância e a minha avó Albertina que me criou com tanto carinho enquanto os meus pais trabalhavam.
    Um abraço para o JP e um beijinho para ti.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As recordações de infância têm o poder de nos comover e fazer voltar atrás também no nosso tempo!!
      Beijinhos minha amiga
      Maria

      Excluir
    2. Penso que todos nós temos algum tipop de memórias desta natureza da nossa infância. Obrigado Natalia..

      Beijinhos

      Excluir
  6. Respostas
    1. Também gostei muitíssimo!!!
      Beijinhos
      Maria

      Excluir
    2. Obrigado Opinante :))

      Beijinhos

      Excluir
  7. Respostas
    1. E são tão importantes na nossa vida estes rostos da diferença que perduram no tempo...!
      Beijinhos
      Maria

      Excluir
    2. Sim Maria José...Obrigado


      Beijinhos

      Excluir
  8. Respostas
    1. Verdade!!!!!! :)))
      Beijinhos
      Maria

      Excluir
    2. Eheheh...O Pluma que anda meio atrapalhado com o tempo, mas que não deixaria a querida amiga Maria sem o meu testemunho para estas partilhas.

      Beijinhos

      Excluir
    3. Grata do fundo do coração...Pluma :)))!
      Beijinhos
      Maria

      Excluir
  9. É muito bom recordarmos a nossa infância e alguém que nos marcou.
    Gostei muito
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É sempre muito gratificante sim!!!
      Beijinhos
      Maria

      Excluir
    2. Sempre bom sim...e então quando as marcas são profundas, ainda mais.

      Beijinhos

      Excluir
  10. Que história tão bonita!
    Obrigada JP por tê-la partilhado connosco.

    beijinhos para vocês

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sorte minha por ver este cantinho ainda mais enriquecido com esta participação!!!
      Beijinhos
      Maria

      Excluir
    2. Obrigado eu Lassalete...

      Beijinhos

      Excluir
  11. Tanta alegria olhou para L, no fim de tudo, com emoção!
    Um jardim , um pequeno lago
    Tornou-se pequenino perante a magia o seu coração
    Em (desafio rostos da diferença, por JP. do blog, Ao Sabor da Pena, relatado
    A lágrima que baloiçava acabou por estatelar-se no chão...

    Uma linda história,
    muito bem contada
    Momentos de glória
    Um vida encantada!

    Boa tarde para você, amiga Maria,
    um beijo
    Eduardo.

    ResponderExcluir
  12. Corrijo:- A última palavra da quadra rimada. UMA VIDA ENCANTADA e não UM VIDA ENCANTADA!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E mais poesia por aqui...obrigada Eduardo...sim é uma história muito bem contada e ao jeito especial do JP!
      beijinhos
      Maria

      Excluir
    2. É uma linda hisrória de um pedaço de uma infância feliz, sim Eduardo.

      Obrigado pelas palavras

      Abraço

      Excluir
  13. Recordo sempre a minha infância com muita felicidade!
    Gostei muito desta participação!
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também eu amigo!!!
      Obrigada pela tua companhia sempre tão presente!
      beijinhos
      Maria

      Excluir
  14. Há recordações que nos marcam...pela diferença!
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem qualquer dúvida!
      Beijinhos
      Maria

      Excluir
    2. Há sim ...esta foi uma delas.

      Beijinhos

      Excluir
  15. Que história bonita! Ainda bem que existem pessoas assim!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim se estivermos atentos descobrimos muitas que nos fazem acreditar num mundo melhor!
      Beijinhos
      Maria

      Excluir
    2. Ainda há pessoas assim, pessoas que primam pela diferença :))

      Beijinhos

      Excluir
  16. Um belo recordar que enaltece o ser humano ,memorias muito felizes ,gostei muito ,beijinhos Maria

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As memórias são fascinantes...e estas emocionantes também!
      Beijinhos
      Maria

      Excluir
    2. Memórias felizes, dizes bem. Por vezes agarramo-nos a elas.

      Abraço

      Excluir
  17. Boa Maria
    Uma marca tão profunda, um rosta que fez uma diferença tão intensa na vida do JP que acabou por render uma merecida homenagem.
    Belo texto com uma recordação emocionante.
    Beijinhos querida e Parabéns ao JP pelo magnífico relato

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Emocionante é bem a palavra para descrever o relato do JP, querida Gracita..!
      Beijinhos amiga
      Maria

      Excluir
    2. Obrigado Gracita. É como dizes, foi um rosto que marcou toda a diferença e que deixou marcas.

      Beijinhos

      Excluir
  18. Voltar ao passado e relembrar coisas boas é muito bom..
    deixo aqui meu carinho e paz.
    http://reginaladydapaz.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo carinho Lady!
      Muita saúde e paz para si também!
      Beijinhos
      Maria

      Excluir
    2. A gente gosta sempre de recordar as coisas boas. As outras o melhgor é apagá-las...

      Beijinhos

      Excluir
  19. Linda esta memória, cheia de ternura. Daquelas que dificilmente se borram. Adorei!

    Beijinhos

    Sónia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Relatada bem ao jeito do JP...verdade???
      beijinhos
      Maria

      Excluir
    2. Trata-se de uma memória viva, que preduará para todo os empre, seja lá isso o que for .))

      Beijinhos às duas pelas palavras

      Excluir
  20. Oh! Essa história dava um conto! Quero mais Jotapê. Arranja tempo, desdobra-te em dois, em três. Faz malabarismo, truques, pirlimpimpim. Mai nada! Queremos um conto por semana, não é Maria? Assim com a ternura dessa infância, com as cores desse jardim, com a magia da fada L, que nos emocionou. Histórias da nossa infância, como é bom recordar. É um bom desafio para alguém lançar. Sabe tão bem, rebobinar o filme e assistir a uma peça tão importante da vida, a nossa infância. AMEI.

    Beijinhos Mariaaaa
    Beijokas Jotapêêêê

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que depois de tantos elogios o JP vai contar muitos lá pelo seu cantinho...ou pelo meu se quiser..!!!
      Beijinhos
      Maria

      Excluir
    2. Eheheh...já estou com as bochechas ao rubro :P

      O tempo não estica, neste cantinho gosto de estar, como noutros também. No teu também Libelinha (:P). As (boas) historias da nossa infância não se apagam. E todos temos sempre uma boa história para partilhar. A Maria está de parabéns...:))

      Beijinhos às duas

      Excluir
    3. Agora as bochechitas coradas foram as minhas :)
      Beijinhos
      Maria

      Excluir
    4. Ora ora...não disse nada de extraordinário :)) Tu mereces :))

      Beijinhos

      Excluir
  21. uma excelente memoria :):):)
    Beijinho gigante Maria :)

    é sempre tão bom passar por aqui :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É sempre tão bom ver-te por aqui!!!
      beijinhos
      Maria

      Excluir
    2. Verdade Maria...obrigado.

      Beijinhos

      Excluir
  22. Estou sempre à espera da próxima curva para ler histórias tão interessantes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E felizmente elas surgem em todas as curvas:)))
      Beijinhos
      Maria

      Excluir
    2. Obrigado... Beatriz.

      Beijinhos

      Excluir
  23. Respostas
    1. É mesmo Rosinha, faz-nos pensar a todos na nossa infância!
      beijinhos
      Maria

      Excluir
  24. Respostas
    1. Foi um belo relato sim Stacy!
      beijinhos amiga!
      Maria

      Excluir
  25. Olá Maria

    Vim agradecera sua visita, obrigada. Adorei seu blog.

    AMIGA DA MODA by Kinha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem vinda Kinha, obriga pela sua visita, pelas gentis palavras e por ter ficado por aqui!!!
      Beijinhos
      Maria

      Excluir
  26. São pessoas que se mantêm sempre nas nossas vidas. :)
    Adorei a história.
    Beijinhos aos dois

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma história terna e comovente:))!
      Beijinhos
      Maria

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...