terça-feira, 24 de setembro de 2013

O coração que não tinha tamanho!!!!

coracao-005.gif (400×381)

No meu colo, a D. virava e revirava o meu colar nas suas pequenas mãos e os seus olhitos vivos e inquietos percorriam com detalhe todos os recantos e curvas dos seus muitos corações...!!!  A D. é a minha sobrinha mais nova...e o colar...é um simples  fio em metal de onde pendem em molho, corações de muitos tamanhos e dois tons...prateado claro e prateado escuro...não me perguntem onde o comprei...ou mesmo se o comprei...para ser verdadeira nem sei como chegou à minha mão...sem valor ou particular beleza, tornou-se no entanto especial para mim a partir do dia em que, num qualquer momento de espera, me entretive a passar entre os dedos cada um daqueles corações.... e como por magia à medida que os ia passando ia lembrando aqueles que muito amo, como se aquele colar estivesse feito à medida de os representar...a partir daí passei a olhá-lo de outra maneira...tratei-o com mais cuidado e apesar de como já disse, apenas ter valor estimativo costumo levá-lo em ocasiões de encontro de família...! 
Desta vez a D. reparou nele, e do alto da curiosidade dos seus seis anitos acabados de fazer, depressa inquiriu...«Porque é que este colar tem tantos corações tia?» Hesitei em começar com ela o tipo de conversas que tenho com a P. ou o F., apenas porque a D. é uma menina a viver desde sempre uma vida de pés bem assentes na terra, desperta para a realidade bem cedo, aprendiza valente da sobrevivência...nascida que foi depois de um grave acidente do pai que mudou todas as nossas vidas e determinaria as condições em que vive a dela...menina corajosa para o confronto com as dificuldades dos dias...menina pouco acostumada e falar de sentimentos ou mergulhar em sonhos...! Mas a tempo me lembrei dela a irromper pela sala dentro à frente dos irmãos...dois ou três natais atrás... e a parar, petrificada, frente à árvore de Natal com a estrela a bater no teto, conseguindo apenas balbuciar «nós não temos tia!»...e mesmo sabendo-a habituada a não festejar o Natal da mesma maneira que nós, vi a sua deceção profunda naquele momento...«Pois não D....! Sabes...a tia já tinha uma tão grande que ficou a ser a árvore de Natal para a família toda...e o Pai Natal até deixou aqui as vossas prendas...querem ver....« Verdade????» e perguntando ela...eu via os mais velhinhos a querer acreditar...e enquanto abriam felizes os presentes que lá tinha para eles, consegui ainda juntar mais uns tantos e ganhar para eles um pouco da magia daquela época que pessoalmente tanto amo...Lembrei-me a tempo da rapidez com que embarcaram naquela história improvisada à pressa simplesmente porque se quiseram por momentos deixar encantar...E porque me lembrei ... agarrei nos corações do colar e comecei com ela a identificar um a um...« Estes dois aqui iguais...quem serão D?»...«Os tios???»...«Sim querida e estes aqui mais pequenos???» ...« A P.e o F.???» ...« Acertaste outra vez...e estes aqui???» e de coração em coração a D. foi descobrindo um a um os membros da família que ambas amamos...de repente parou...na sua mãozinha três corações pequeninos e iguais...esperançosa olhou para mim....«E estes tia e estes???? Estes somos nós????»...«Sim meu amor...estes são vocês...o G., o S. e este último aqui lindo és mesmo tu...!»...Parou...esmagada por aquela surpresa de um coração que era ela, estar preso ao meu pescoço...andar junto ao meu coração verdadeiro...e agora mais coladinha a mim, agarrou no coração maior de todos...«Este eu sei qual é tia...este é o coração da família toda...não é?»...E eu que tinha nesse coração outra razão, não via agora nele outra explicação...«Sim querida ...é!»...«Só não estão cá as pessoas da família da mãe não é? (sempre prática na sua análise apesar de tão pequena)»...«Não...agora enganáste-te...então pensa bem...tu, a mãe e os manos estão neste coração certo??? E dentro dos vossos corações estão todas as pessoas de que gostam, não é???? Então essas também lá estão todas dentro...percebes??? Este coração não tem tamanho...cresce e cresce...sempre que quisermos...»...E de olhos agora arregalados já não queria o meu colo...saltou para o chão num repente...«Posso tia posso????»...«O quê querida?»...«Contar à mãe o segredo do coração que não tem tamanho...»...e sem esperar resposta lá foi ela aos saltos contar....um segredo que não é segredo...mas um sentimento que é uma certeza !!! Levantei a cabeça e os meus olhos cruzaram-se com os da P. que ao longe, atenta, tinha visto tudo mas respeitara aquele raro momento tia sobrinha....e quase sem querer e sem precisarmos de dizer nada sorrimos!!!

Vivi quarenta e três anos sem ser tia ou mãe...no mesmo ano fui as duas coisas e não fiquei por aí...! Como não ei-de estar grata à vida...????

Bem hajam

50 comentários:

  1. Que história de amor tão linda Maria...e que coração grande tu tens Amiga! Deus te abençoe em dobro pelo Amor que colocas em cada palavra, em cada gesto!

    Jinhossssssss (fiquei emocionada, sem palavras para muito mais)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelas sempre carinhosas palavras Amiga..mas não tenho qualquer mérito...limito-me a partilhar o que vou vivendo, momentos por vezes muito difíceis...outras vezes enternecedores como este...!
      Beijinhos grandes para todos vocês!
      Maria

      Excluir
  2. :)
    Só posso sorrir com este post querida Maria...
    Puseste-me com uma lágrima no canto do olho... tão pura, simples e cheia de encantamento esta história... a tua...

    Beijinho grande!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo uma história que nem história é...um simples momento...mas daqueles que guardamos no coração!
      Beijinhos
      Maria

      Excluir
  3. Estás tu grata e ela também, de certeza, por te ter! Bonito de se ler, parabéns!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo carinho...eu estou...muito muito grata!
      Beijinhos
      Maria

      Excluir
  4. A vida nos traz , por vezes, coisas bem agradáveis...as outras a gente convive com elas.

    Saudações cordiais

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo São e temos de guardar estes momentos bem fundo no nosso tesouro de memórias preciosas!
      Beijinhos
      Maria

      Excluir
  5. que momento único.
    momento em que o carinho e brilho sustentaram vocês.


    abç

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi sim ...fui único...até porque não tenho muitas oportunidades de estar perto dela como estive desta vez com algum tempo e disponibilidade, com grande pena minha!
      Beijinhos
      Maria

      Excluir
  6. ah pois...deves muito grata mesmo!
    Abracinhooooooooooooo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E estou...estou mesmo muito...e é por ter tido esse tipo de experiência que dificilmente acredito em impossíveis...!
      Beijinhos
      Maria

      Excluir
  7. Palavras lindas em uma história comovente.
    Como é gratificante,ser tia dessa doce menina.

    Adore amiga Maria.
    Obrigada pela visita e comentário
    Bjs
    Carmen Lúcia-mamymilu.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim é uma menina doce...que gostaria de poder acompanhar mais de perto do que consigo...por isso temos de aproveitar todos os bocadinhos para estreitar laços e trocar carinhos!
      Beijinhos Carmen
      Maria

      Excluir
  8. Uma história lindíssima que muito me comoveu.
    Um abraço e tudo de bom para si.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Apenas a partilha de um dos momentos que vou guardando no tesouro do baú das memórias...mas a D. é linda sim!
      Abraço amigo e um maravilhoso final de dia para si Elvira!
      Maria

      Excluir
  9. Até me arrepiaste.
    Mãe aos 43? Isso é que é coragem.

    Beijos nos múltiplos corações.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E depois aos 46...acho que agora vais compreender melhor alguns dos meus comentários e a minha perspetiva de vida...certo amiga?
      Beijos
      Maria

      Excluir
  10. :) Espectacular. Um episódio muito bonito, digno de história de livro.
    beijinho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Apenas do livro da minha vida querida amiga...obrigada pela tua companhia sempre carinhosa...!
      Beijinhos
      Maria

      Excluir
  11. Respostas
    1. Por ser verdadeira Eva..só por isso!
      Beijinhos
      Maria

      Excluir
  12. Minha querida

    Fiquei sem palavras para comentar esta bela estória...há momentos que ficam para sempre dentro de nós e objectos que contam tantas coisas.

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Precisamente minha querida Rosa Maria...estes são os momentos tornados tesouros guardados nos cofres da alma para sempre...felizmente vou tendo muitos...!
      Beijinhos e obrigada pelo carinho!
      Maria

      Excluir
  13. Respostas
    1. Sim um daqueles momentos para guardar no coração!
      Bjs
      maria

      Excluir
  14. Linda história! Mais linda ainda é a pureza de um coração como o dela. Suave, simples e pronto para abraçar o mundo!


    www.lucadantas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim um coracãozinho em plena descoberta do mundo!
      Beijinhos
      Maria

      Excluir
  15. Respostas
    1. Obrigada amiga...a partilha de um momento especial apenas...!
      Bjs
      Maria

      Excluir
  16. É sem dúvida uma maravilha, e sabes? Tu mereces!
    E as crianças são o melhor do mundo!
    E tu aos 40 foste abençoada por essas maravilhas!
    beijinho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sinto-me verdadeiramente abençoada ....!
      Beijinhos amiga querida!
      Maria

      Excluir
  17. Que linda historia, tão cheia de amor e de ternura.
    Temos realmente que ficar gratas com o que temos, por vezes eu também me esqueço disso.
    Obrigada por todo o teu carinho.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É nestes momentos que lembramos Rosinha...!
      Beijinhos
      Maria

      Excluir
  18. Que post mais bonito e comovente =)

    Beijocas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Apenas a partilha de um momento especial com a sobrinhita!
      Beijos
      Maria

      Excluir
  19. mias uma vez obrigada pelo teu carinho.
    beijinhos e obrigada ;)

    ResponderExcluir
  20. Beijinhos Anita!
    Tudo de bom!
    Boa noite!
    Maria

    ResponderExcluir
  21. Que lindo, temos mesmo de agradecer à vida por histórias como esta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E agradeço Vera ...mesmo muito e todos os dias!
      Beijinhos e noite feliz para ti!
      Maria

      Excluir
  22. Como poderia realmente estar mais feliz :)
    Partilhar segredos com o do coração ficou tão bonito este relato, bons momentos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Momentos especiais para guardar no coração...!!!
      Bem vinda, obrigada pela visita e pelas boas palavras!
      Noite feliz!
      Maria

      Excluir
  23. Podes até não acreditar, mas fiquei de tal forma emocionada que li o teu texto 3 vezes e 3 vezes chorei. O amor incondicional é assim mesmo. Tenho menos anos que tu e não sou mãe mas tenho 6 sobrinhas/o que amo como se fossem meus.

    beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E agora emocionei-me eu com o que disseste Catarina, pela forma como recebeste esta partilha que fiz de fato de coração para coração...obrigada! Deixei ontem a minha idade (para quem me acompanha basta fazer contas) que ainda não tinha referido, para deixar a mensagem que é a experiência da minha vida...Cada um tem o seu tempo para tudo...e as coisas chegam quando por vezes já não as esperamos...nós não sabemos ...mas a vida sabe...! Os meus filhos e os meus sobrinhos fizeram da nossa família uma família nova e são a maior dádiva que podíamos ter tido...Tenho a certeza de que os teus seis sobrinhos são uns enormes "sortudos" por terem uma tia assim como tu!!!
      Beijinhos grandes...grandes....!!!!
      Maria

      Excluir
    2. Também acredito que tudo na vida tem o seu tempo e o seu lugar. A minha vez de ser mãe ainda não chegou mas quando for a altura tentarei ser aquilo que sou com as minhas sobrinhas e o meu sobrinho. Saber educar e dar amor incondicionalmente.
      beijinhos

      Excluir
    3. Precisamente Catarina...é de amor incondicional que se trata...estou em perfeita sintonia contigo!
      Beijinhos amiga
      Maria

      Excluir
  24. Uauu... que belo texto o teu.
    Quanto carinho nele, que o teu colar de corações te acompanhe sempre e que nele caibam mais e mais corações, aqueles que ao longo da vida se vão juntando a nós.
    Bejinhos
    Pinta

    ResponderExcluir
  25. É o que espero Pinta...do fundo do coração!!
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
  26. Maria vim retribuir a visita,
    e fez-me chorar que texto bonito e tão sentido,
    obrigada por me descobrir

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem vinda! Obrigada pela visita e pelo carinho das suas palavras...!
      Uma noite feliz para si!
      Maria

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...